TRABALHO DE PARTO: QUAIS OS SINAIS E O QUE FAZER

TRABALHO DE PARTO: QUAIS OS SINAIS E O QUE FAZER

A gestante levanta da cama e derrepente começa a escorrer perna abaixo aquele aguaceiro. ou começam as contrações, em intervalos cada vez mais curtos. esses dois sinais são típicos no início do trabalho de parto.

Seu bebê está prestes a nascer...

Algumas grávidas recebem um aviso de que o momento do parto está se aproximando, até 15 dias antes, quando ocorre a perda do tampão mucoso, parecido com um corrimento, porém mais consistente e amarelado podendo vim com um pouco de sangue ou não, esse tampão é responsável por vedar a comunicação entre o meio externo e o útero, impedindo a entrada de bactérias.

A gestante já deve ficar preparada para as contrações a partir de 36 semanas, é bom avisar o obstetra desde o início, geralmente elas começam com intervalos de 3hs, isso ainda não significa que você entrou em trabalho de parto. Só é considerado trabalho de parto quando a gestante apresenta 3 contrações a cada 10 minutos ou dilatação de 3 cm.

Então fiquem atentas, quando o tempo entre uma contração e outra de de 3 a 5 minutos, pegue suas bolsas e vá para o hospital, a dor geralmente são ritmicas, parecida com uma cólica renal, que começa nas costas e termina na frente, em geral dura de 30 a 40 segundos.

As contrações provocam a dilatação, no trabalho de parto, a dilatação geralmente evolui 1cm por hora, até chegar a 10cm

E A BOLSA?

Quando ocorre a bolsa romper, desce um líquido quante em grande volume, escorrendo pelas pernas. Algumas pessoas comparam seu odor ao de água sanitária. A partir desse momento as contrações aumentam. Saiba que nem sempre ocorre ruptura da bolsa, cabendo ao médico rompê-la.

Quando a dilatação chegar a 10cm, é hora de ajudar, fazendo força em sincronia com as contrações, caso ocorra do bebê não nascer o obstetra pode tentar a indução com hormônio ou encaminhar para uma cesárea

Todos os comentários

Deixe um comentário